Coworkings pelo mundo: sinta-se em casa na Cidade do México

The Pool conta com duas unidades em dois dos bairros mais agradáveis e badalados da capital mexicana.

 

Nem só de Europa ou Ásia vivem os nômades digitais. Sabemos que é nesses dois continentes que muitos encontram seus lugares para fixar residência por mais tempo. Na Ásia, o atrativo costuma ser o baixo custo — além das paisagens incríveis, claro. Na Europa, a estrutura de primeiro mundo e as cidades clássicas têm um peso forte na escolha do destino.

A Cidade do México pode não ser a primeira opção dos nômades pelo mundo, mas é uma boa alternativa para quem busca um país de língua espanhola para explorar. E, principalmente para os viajantes brasileiros, conhecer a capital mexicana acaba sendo bem em conta para o bolso.

Cidade: Cidade do México

Ao pesquisar sobre a cidade vai ser inevitável encontrar comparações com São Paulo. Muita gente defende a semelhança, principalmente pelo clima de caos e diversidade de cidade grande e latina.

Outro ponto que é importante lembrar é que a segurança nas ruas não vai ser como na Europa. Como qualquer país latino-americano, é preciso ficar sempre atento. Nada que seja uma novidade para quem já viveu no Brasil, claro. Aquelas dicas básicas de não andar por ruas escuras desatento e com uma câmera enorme pendurada no pescoço, por exemplo.

Mas se tem uma coisa maravilhosa da Cidade do México (e provavelmente no país inteiro) é a cultura do “Mi casa, su casa”. O povo é super hospitaleiro e faz os visitantes se sentirem acolhidos e confortáveis.

Uma das coisas mais bacanas sobre esse destino é como a cultura original deles ainda se preserva e é muito valorizada pelas pessoas. Há muito da colonização feita pelos espanhóis, claro, mas o legado inicial dos astecas ainda pode ser visto nos pequenos detalhes.

Onde trabalhar: The Pool

 

Por ser a principal cidade do país, a Cidade do México tem uma boa quantidade de espaços compartilhados para trabalhar. A maior parte dos bairros mais populares possui coworkings, mas um que chamou a nossa atenção é o The Pool.

The Pool é o ambiente perfeito para empreendedores que buscam mais do que uma estação de trabalho. Como são duas unidades na cidade, os coworkers podem escolher onde trabalhar, o que ajuda a ampliar o leque de contatos.

 

Um dos escritórios fica no bairro Polanco, uma das melhores regiões para se viver, por conta da segurança e das opções de atividades. A outra unidade está instalada no bairro Juárez, super bem localizado, bem próximo do Paseo de La Reforma — praticamente a Avenida Paulista de lá.

Além de poder utilizar os dois espaços quando for membro da comunidade, o The Pool tem parcerias com restaurantes, hotéis, teatros e outros serviços. Para quem está desbravando a cidade é uma ótima opção!

A estrutura é supermoderna e oferece diferentes espaços tanto para profissionais autônomos como para equipes maiores. Ah, e prepare-se para encontrar com coworkers de quatro patas: o espaço é pet friendly e sempre tem alguns integrantes caninos.

 

Qual o custo de vida por lá e quando ir?

 

Como falamos, a Cidade do México é bem mais em conta que a maioria das capitais europeias. A conversão da moeda tende a ser positiva para os brasileiros, principalmente quando convertido do real para o peso mexicano — se você levar em dólares, vai acabar perdendo dinheiro quando trocar para pesos.

Os custos podem variar muito de bairro para bairro. E, assim como em Barcelona, cada região vai ter suas características bem específicas. Os viajantes que por lá passam indicam como bairros preferidos o Polanco, um pouco mais caro, e a região que conta com Condesa, Roma e Zona Rosa.

Para trabalhar no The Pool, os planos mensais ficam em torno de R$ 900, enquanto a diária custa cerca de R$ 70 — mas lembre-se sempre de consultar perto da sua viagem, pois os valores variam conforme o preço do dólar.

O bacana desse destino é que praticamente o ano inteiro é indicado para os turistas. Isso porque as temperaturas são sempre boas, mantendo sempre uma máxima média de 24 graus. Durante o verão, entre junho e setembro, as temperaturas variam menos, porém a quantidade de chuva é maior.

O transporte público lá é considerado um dos mais baratos do mundo, o que é ótimo para quem busca bom preço. O serviço também pode ser mais eficiente que o transporte privado: o tráfico é intenso e muitas vezes complicado, principalmente nos horários de pico. Tanto o metrô como de metrobus (que é um sistema de ônibus parecido com o de Curitiba) possuem uma boa cobertura, outro ponto mais que positivo.

Facebook: facebook.com/ThePoolMX

Instagram: instagram.com/thepoolmx

Site: thepool.mx

Publique seus pensamentos

Posts Relacionados
Coworking: Entenda o conceito dos espaços de trabalho compartilhados

Coworking: Entenda o conceito dos espaços de trabalho compartilhados

   Já pensou em trabalhar em uma configuração de espaço de trabalho colaborativo? Mais criativo…

Salto compartilhado: Coworking cresce 191%, deixando a locação de salas individuais

Salto compartilhado: Coworking cresce 191%, deixando a locação de salas individuais

Enquanto a locação e venda de salas comerciais fechou o primeiro trimestre deste ano em…

“Open office” diminui estresse e torna funcionários mais ativos, diz estudo

“Open office” diminui estresse e torna funcionários mais ativos, diz estudo

Para pesquisadores da Universidade do Arizona, os escritórios abertos contribuíram com a redução do estresse…