NUWA • Coworking de fortalecimento feminino

Dar suporte a mulheres no mercado de trabalho é o objetivo da Nuwa, espaço de coworking 100% feminino que começa a florescer na capital sob o comando das sócias Gabriela Teló e Gabriela Stragliotto. A ideia para o projeto veio da percepção de que o empreendedorismo, no geral, é mais custoso para as mulheres – algo que foi sendo fortalecido ao longo de anos de conversa entre as duas publicitárias e que foi tema do nosso papo com a dupla. 

Uma iniciativa fruto de vivências femininas

Como pesquisadora, Gabriela Teló transitou por diversas realidades, aproximou-se do feminismo e trouxe para Porto Alegre o movimento Ladies, Wine e Design. Surgido em Nova York, consiste em encontros entre mulheres criativas para a discussão de temas específicos para as suas carreiras. Durante as conversas que aconteceram na capital gaúcha, muito se falou sobre as dificuldades como autônomas e empreendedoras. Com Gabriela Stragliotto, concluiu que tantos desconfortos vividos no mercado de trabalho estavam enraizados culturalmente – faziam parte de um contexto muito maior, para além das impressões pessoais. Veio daí a necessidade de gerar uma mudança.

Por mais espaço para mulheres no mercado de trabalho

O embrião da Nuwa é um desejo coletivo de aproximação entre mulheres. Tudo para que, a partir da rede, elas consigam ocupar mais espaços no mercado de trabalho. A materialização dessa intenção – das mais nobres, diga-se de passagem – dá-se em um casarão histórico no bairro Santana, especialmente reformado para atender as diferentes demandas das profissionais. “A Nuwa é uma ideia que vai se formar com as mulheres que se associarem e comprarem a ideia junto com a gente. São elas que vão palestrar, dar aulas e trocar entre si. Essa rede vai dar a cara da empresa. Por isso não sabemos dizer o que seremos daqui a um ano”, explica Gabriela Stragliotto.

O funcionamento é semelhante ao de um clube, sendo que a Nuwa oferece três possibilidades de associação:

1. Work base: plano para coworking, com possibilidade de acessar os espaços da casa diariamente, bem como os conteúdos produzidos nela.

2. Social club: acesso aos eventos e palestras promovidos na casa. Conta ainda com uma sessão de mentoria quinzenal, grupos de estudos, meditação guiada e rodadas de conversação em inglês.

3. Plano online: acesso aos conteúdos da Nuwa através de uma plataforma virtual – para quem não mora na cidade ou não pode investir no momento.

A Nuwa, é importante ressaltar, nasce com o DNA inclusivo. E Gabriela Teló reforça que isso vai além das condições financeiras ou do lugar de moradia das associadas: “Queremos atingir mulheres de diferentes realidades, diferentes cores, diferentes trajetórias; contemplar mulheres trans. Nossa ideia é ter um grupo diversificado”.

Esse trabalho de aproximação partiu também da observação de que Porto Alegre é uma cidade segregada. “Buscamos nos aproximar de grupos diferentes para que todo mundo cresça junto”, conta Teló. Embora cientes de habitarem um território partido, as duas sócias nunca pensaram em realizar o projeto em outro lugar. Vindas do interior do Rio Grande do Sul (Santa Rosa e Caxias do Sul), apreciam o potencial de inovação da capital – combinação, na visão delas, de universidades sólidas, profissionais criativos e um alto nível de exigência.

“Porto Alegre me recebeu muito bem. Aqui me desenvolvi profissionalmente, trabalhei com profissionais de nível altíssimo. Acho que a gente perde muito em levar tudo para fora. Por que não florescer aqui?”, reflete Gabriela Stragliotto.

Liderança compartilhada e encorajamento

Florescer e alavancar a economia feminina em Porto Alegre. Plantar sementes de autoconfiança e autonomia. Educar o mercado para um exercício profissional além das barreiras e dos estereótipos. Encorajar mais mulheres a falarem sem medo sobre tecnologia, dinheiro, negócios. Com essas premissas, a Nuwa pretende se construir de forma orgânica, possibilitando a formação de uma rede.

“Não somos só empreendedoras, somos amigas. Acredito que somos complementares por sermos pessoas diferentes. E nessa mistura encontramos uma personalidade ideal para tocar o projeto. Estamos no momento de pensar e avaliar o que queremos ser como empreendedoras. É uma descoberta, uma relação de respeito.”

Contato:

Nuwa
Rua Augusto Pestana, 153, bairro Santana, Porto Alegre

FB: /nuwa.face

IG: @nuwa.insta

 

Fonte: http://mapeandopoa.com.br/nuwa-coworking-mulheres/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publique seus pensamentos

Posts Relacionados
Google oferece espaço de coworking gratuito em São Paulo

Google oferece espaço de coworking gratuito em São Paulo

Quem faz home office sabe que trabalhar em um coworking é uma oportunidade de ver pessoas e trocar ideias…

Coworkings movimentam o mercado imobiliário corporativo brasileiro

Coworkings movimentam o mercado imobiliário corporativo brasileiro

Mercado de coworking está crescendo vertiginosamente e aumenta a busca por imóveis corporativos bem localizados.…

Coworkings pelo mundo: sinta-se em casa na Cidade do México

Coworkings pelo mundo: sinta-se em casa na Cidade do México

The Pool conta com duas unidades em dois dos bairros mais agradáveis e badalados da…